terça-feira, 1 de março de 2011

Placebo vicia (e outros efeitos curiosos) - viaqui: Superinteressante

Se tem uma coisa realmente maluca na ciência, é o placebo. Uma pessoa doente toma um comprimido sem qualquer valor terapêutico, sem nenhuma substância curativa em sua composição. Não há remédio ali. Mas, de algum jeito, ele faz você se sentir melhor. a simples sugestão de que a dor vai passar faz a dor, de fato, passar.

O australiano Daniel Keogh (vale dar uma olhada no canal dele no YouTube) criou uma animação bem bacana falando sobre alguns dos efeitos particularmente curiosos desse remedinho quase-mágico. Dá uma olhada (em inglês).

Ele conta, por exemplo, que o placebo funciona mais quando o comprimido em si é maior; que a cor do comprimido, o preço e a embalagem em que ele vem podem alterar o efeito; e até que placebo vicia – em um estudo, um grupo de mulheres recebeu o “medicamento” por cinco anos; 40% delas apresentou sintomas de abstinência depois.

Isso mesmo, abstinência de um remédio sem qualquer componente químico que vicie.


Stumble Upon Toolbar

Nenhum comentário: