sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Essa é boa! Pesquisadores americanos criam Pac-Man com organismos de verdade - via:Terra

O "jogo" foi chamado pelos cientistas de PAC-mecium, em referência ao organismo utilizado, um protista do gênero Paramecium. Os pequenos organismos foram colocados em uma câmara com um fluido, utilizando um microscópio para visualizar o seu conteúdo. Acoplada ao microscópio há uma câmera, que transmite as imagens para um monitor.

O controle para o jogo se assemelha a um controle convencional. Os organismos são movimentados de acordo com alterações na polaridade de um campo elétrico no meio em que estão, que, por sua vez, é alterada pelo "jogador". A pontuação é calculada por um computador de acordo com a movimentação dos paramecia no campo de jogo.

Para quem está se perguntando o que os pesquisadores tinham em mente quando fizeram o jogo, o Prof. Ingmar Riedel-Kruse, um dos responsáveis pelo projeto, explica: "Nós esperamos que, ao jogar games que envolvem uma biologia de escala tão pequena (...), as pessoas possam se dar conta do quão incrível estes processos são, e queiram saber mais".

O Prof. Riedel-Kruse já tem um defesa pronta para aqueles que podem acusar a equipe de causar dor e sofrimento a seres vivos, afirmando que estes organismos não sentem dor. Entrentanto, ele também afirma que o jogo seria possível com outros tipos de organismos, que sentem dor. Outros jogos desenvolvidos pelos pesquisadores foram "Pond Pong", "CIliaball" e "Biotic Pinball".

Stumble Upon Toolbar

Nenhum comentário: